Jornal Athos LogoJornal Athos

Evangélicos articulam para derrubar decreto de armas de Bolsonaro

Evangélicos articulam para derrubar decreto de armas de Bolsonaro

terça, 14 de maio de 2019

Evangélicos articulam para derrubar decreto de armas de BolsonaroDeputados da bancada evangélica da Câmara articulam para tentar derrubar o decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro que flexibiliza o porte armas.
 
A liberação do uso de armamentos é umas das principais discordâncias dos religiosos no Legislativo em relação ao atual governo. Com a força de 195 deputados inscritos, o grupo foi fundamental para a eleição de Bolsonaro.
 
PSOL, PT e Rede já apresentaram projetos de decretos legislativos que pedem a revogação integral da medida.
 
Os deputados evangélicos, porém, não querem apoiar as iniciativas de partidos de esquerda, e sim apresentar um projeto próprio, se for o caso.
 
“Estou conversando com vários deputados, e já temos vários que vão apoiar sim o decreto legislativo, desde que não seja apresentado por partidos de esquerda. Não apoiamos nada do PT. Se for do PT não terá nosso apoio”, disse Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ), ligado à Assembleia de Deus Vitória em Cristo, igreja liderada pelo pastor Silas Malafaia.
 
A bancada ainda não deliberou formalmente sobre o tema. Um vice-líder do governo, porém, avalia que com a força dos evangélicos a derrubada do decreto é um risco real para o Planalto.
 
Outro vice-líder ouvido pelo GLOBO diz que os evangélicos estão descontentes com a iniciativa do governo de tributar igrejas.
 
A retaliação também seria uma forma de “demonstrar força” dos religiosos, que se sentem excluídos da composição do Executivo desde a eleição.
 
Fonte: O Globo
Veja Também