Jornal Athos LogoJornal Athos

Pastor Everaldo pedia dinheiro a Cunha e Geddel, diz PF

Pastor Everaldo pedia dinheiro a Cunha e Geddel, diz PF

terça, 17 de janeiro de 2017

Entre os desdobramentos da Operação Cui Bono, deflagrada esta semana pela Polícia Federal (PF), está o envolvimento do ex-candidato a presidente e presidente do PSC, pastor Everaldo. Mensagens de um celular apreendido mostram que ele procurava o ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB) pedindo dinheiro para seu partido.
 
Nas mensagens, trocadas em 2012, quando houve eleições municipais, Everaldo afirmou a Cunha que estava em “desespero total” e precisava receber os recursos.
 
A Operação Cui Bono – do latim “a quem beneficia?” – investiga um suposto esquema de liberação de recursos da Caixa Econômica Federal para diferentes companhias por meio de direcionamento político. Os principais envolvidos são Cunha e o ex-ministro Geddel Vieira Lima. Ambos receberiam pagamentos por oferecer vantagens ilícitas.
 
Fonte: GP
Veja Também